Carne Suína: Conheça 10 razões para você consumir


De acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), de 2014 para 2015, o consumo per capita de carne suína aumentou de 14,7 quilos por habitante para 15,1 quilos por habitante. A produção brasileira também aumentou neste período, passando de 3.471,7 mil toneladas para 3.643 mil toneladas no ano passado. Da produção brasileira de 2015, 84,8% ficaram no mercado interno e 15,2% foram exportadas. Um dos meios que a ABCS encontrou para incentivar o consumo foi disponibilizando informações para nutricionistas e consumidores, como a lista com 10 motivos para consumir a proteína.


Carne suína: cortes magros

1 – Carne suína é fonte de aminoácidos essenciais

Os aminoácidos essenciais são aqueles que o organismo humano não é capaz de sintetizar. A falta dele pode causar alterações nos processos bioquímicos e fisiológicos e na síntese proteica.

2- Favorece o desenvolvimento dos músculos

A carne suína possui aminoácidos de cadeia ramificada como leucina, valina e isoleucina, que são importantes para a manutenção da proteína corporal. Por isso, podem atenuar a perda de massa magra durante a redução de massa corporal e melhorar o balanço proteico muscular.

3 – Fonte de proteína

Segundo o material da ABCS, a carne suína fornece quantidades superiores de proteína em comparação com a carne de frango e quantidade similar à carne bovina. Cada 100 gramas de lombo cru têm 22,6 gramas de proteína. Em 100 gramas de sobrecoxa de frango crua há 17,6 gramas de proteína e em 100 gramas de contra-filé bovino possui 24 gramas de proteína.

4 – Carne suína atende as necessidades de um atleta

A carne suína é uma boa alternativa para quem pratica esporte e tem uma dieta balanceada. Um atleta do sexo masculino de 70 quilos, que tem como objetivo aumentar sua massa muscular, precisa consumir 119 gramas de proteínas por dia. O consumo de 100 gramas de lombo suíno contribuiria com 19% da necessidade diária desse nutriente.

5 – Vitaminas e minerais

Segundo a ABCS, a carne suína também é fonte de muitas vitaminas e minerais que atuam como coenzimas de várias reações no organismo. A deficiência de vitaminas, principalmente do complexo B, pode levar à diminuição do desempenho físico, já que estão amplamente envolvidas no metabolismo energético.

6 – Capacidade muscular

A proteína de origem suína fornece ferro heme de alta biodisponibilidade, necessário para formação das proteínas carreadoras de oxigênio (hemoglobina e mioglobina), bem como para as enzimas que participam das vias de geração de energia mitocondrial e para citocromos na fosforilação oxidativa. Segundo a publicação, a deficiência de ferro pode reduzir a capacidade muscular e o rendimento do atleta.

7 – Fonte de zinco

A carne suína também contém zinco. O status de zinco pode afetar a taxa metabólica de repouso e uso de proteínas, comprometendo a saúde e o desempenho físico.

8 – Combina com ingredientes saudáveis

A carne suína possibilita uma grande variedade na dieta. Ela pode ser combinada com ingredientes equilibrados como legumes, verduras e grãos integrais, auxiliando na oferta de pratos diferenciados e saudáveis.

9 – A carne suína possui cortes magros

Diferentemente do que muitos pensam, existem cortes suínos magros. O lombo e a bisteca, por exemplo, podem fazer parte das refeições de atletas e pessoas que seguem dietas alimentares.

10 – É recomendada pelo Ministério da Saúde

A carne suína está no guia alimentar para a população brasileira, elaborado pelo Ministério da Saúde, e é indicada para refeições nutritivas e equilibradas.

Fonte: http://sfagro.uol.com.br/fatos-carne-suina-saudavel-atletas/

#gastronomia #carnesuina #saúde

65 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo